Frutas

Como Plantar Tomate – O guia completo com vídeo informativo

Hoje vamos ensinar-lhe como plantar tomate, incluindo as variedades que melhor crescem em seu clima e onde as cultivar. Também iremos dar dicas sobre a plantação, transplantação, que cuidados ter, pragas e doenças associadas, colheita e armazenamento.

Os tomates são uma das frutas mais gratificantes de produzir numa horta amadora, porque seu sabor é muito melhor que o dos tomates vendidos nas grandes superfícies. Os tomates disponíveis nesses locais são pensados e criados para que possam durar o maior período possível em boas condições, o que afeta claramente o seu sabor.

Muitos dos tomates vendidos comercialmente também são cultivados em ambientes de hidroponia, sem solo, com recurso a fertilizantes artificiais e são colhidos antes de estarem maduros. Estas práticas referidas resultam em tomates que são bonitos à vista, mas que pecam no sabor. Pesquisas recentes também revelaram que tomates orgânicos possuem uma química muito mais complexa que os produzidos comercialmente. Para além desta química se traduzir num sabor muito mais profundo, também é provável que os tomates caseiros possuam níveis mais altos do pigmento Licopeno. Este pigmento ajuda a desobstruir as artérias bloqueadas e é considerado uma das razões que tornam a dieta Mediterrânea tão saudável.

O outro grande bónus de crescer seus próprios tomates é a grande variedade de tamanhos, formatos, cores e sabores que estão disponíveis. Parecido com a batata, existe uma variedade ínfima de tipos desde pequenos ao tamanho cherry.

Sobre o tomate

Antes de aprender como plantar tomate, é importante que perceba a terminologia que poderá ouvir daqui para a frente e algumas ajudas para quando chegar a hora de escolher a variedade que pretende.

Variedades mais populares

Normal – é o tamanho mais comum e o que mais se vê à venda nos supermercados. Redondos e lisos, geralmente vermelhos ou amarelos. São tomates que servem para todos os fins.

Tomate caqui – tomate mediterrâneo grande excelente para sandes e saladas. Tenha em conta que estes tomates precisam de um período grande para amadurecer, portanto, não são aconselhados para climas mais frios.

Tomates ameixa – o tomate tradicional italiano para fazer conversas e molho de macarrão. Não é o melhor para comer fresco, mas é bom para cozinhar e congelar.

Tomate-cereja – como plantar tomate-cereja. Frutas pequenas e redondas com um excelente sabor. Pode aprender num artigo que fizemos anteriormente.

Hábitos de crescimento

Variedades indeterminadas – A planta típica ao alto que a maioria das pessoas tem na cabeça. Eles geralmente crescem junto a suporte de bambu e atilhos, consistindo em um único caule longo. Elas produzem brotações laterais que se desenvolverão em grandes ramos laterais e que precisarão de ser removidos.

Variedades determinadas – Boas para vasos, recipientes e outros locais onde o espaço seja escasso. Remover brotações laterais não é necessário. As frutas tendem a ser mais pequenas e a amadurecer mais cedo.

Variedades anãs – Muito pequenas e compactas, normalmente não passando dos 20 cm de altura. Ideias para o crescimento em vasos. Estas variedades são boas se tem um canteiro elevado com cobertura, pois elas não a passarão.

Plantio

Os tomateiros são plantas subtropicais e como tal requerem um posicionamento que receba luz durante todo o dia. Isto é especialmente importante em áreas onde a luz e o calor são escassos. Evite cantos, visto que o solo poderá ser muito seco. O tomateiro também cresce bem em canteiros elevados e aprecia as condições do solo, que deve fornecer umidade sem saturação de água.

Em áreas mais frias o cultivo do tomateiro é melhor em uma estufa ou túnel de polietileno. Em verões pobres em calor, os tomates do exterior podem não amadurecer, especialmente as variedades maiores ou até morrer.

Local e solo

como plantar tomate em solo

Perceber as necessidades de solo desta planta é muito importante para aprender como plantar tomate.

Os tomateiros requerem um solo muito fértil. Relembre-se que uma planta fértil pode ter até 2 metros de altura e produzir centenas de tomates usando relativamente pouco espaço. Prepare seus canteiros adicionando esterco, colocando um carrinho de mão de esterco a cada 4 metros quadrados.

Os tomateiros também podem ser plantados em vasos ou sacos de cultivo, mas devido ao pouco espaço para as raízes você terá de ser mais intensivo no regime alimentar. O vaso deverá suportar até 20 litros e não plante mais de 2 tomateiros por saco de cultivo. Apesar de estas condições não serem ideais, elas podem ser a única opção se você tem uma horta pequena e se não tem muito espaço. Use o melhor composto possível e coloque uma quantidade generosa de grãos de macroalgas ou de esterco de galinha quando estiver a plantar.

Fungos Micorrízicos

Os tomates respondem bem à inoculação por fungos micorrízicos que constroem uma relação simbiótica (benefícios para ambas as espécies) com a planta. Os fungos formam uma rede de hifas que transportam água e minerais para o tomateiro em troca de açúcares produzidos pelas raízes. Os fungos micorrízicos estão disponíveis como um pó para revestir mudas quando se planta.

Quando plantar o tomateiro

plantação de tomateiro

Nesta secção deste guia sobre como plantar tomate vamos dizer-lhe em que altura o deve fazer e quais as condições necessárias.

Semeie dentro de casa em fevereiro até meados de março usando um propagador aeroponico ou coloque as plantas numa janela quente virada para sul. A temperatura do composto deve ser de aproximadamente 22°C para as sementes germinarem. As plantas mais jovens também precisam de ser mantidas quentes até ao início do verão, quando a temperatura do solo já é superior a 10°C.

Os tomates podem ser semeados em bandejas sementeiras e colocados depois em vasos maiores, mas nós preferimos semear em bandejas modulares e colocar em um pote maior de 10 cm após a terceira folha se ter formado. As sementes devem ser semeadas 2 cm de profundidade em um composto de sementes com baixo teor de nutrientes e envasadas para um composto de vaso mais rico.

Precisamos de alcançar um balanço neste ponto, uma vez que as estamos a manter artificialmente quentes uma vez que os níveis de luz ainda não são suficientes. Muito calor e pouca água vai resultar em plântulas altas e fracas, portanto, precisamos de reduzir o calor ao mínimo (10°C) e colocar as plantas numa posição em que recebam muita luz. Se a planta está dentro de sua casa, na janela, você poderá precisar de usar uma luz artificial.

As plantas que crescem em vasos precisam de ser afastadas para evitar que as mesmas se toquem. As melhores plântulas de tomate são pequenas e grossas em vez de altas e finas. O composto também deve ser mantido úmido e você nunca o deve deixar secar.

Transplantação

Os tomateiros que foram primeiramente colocados em vasos deverão ser transportados para as suas posições finais quando tiverem cerca de 15 centímetros de altura, antes que as raízes se restrinjam ao vaso.

Quando os tomateiros estão a crescer por baixo de uma cobertura e você os pretende colocar no exterior, lembre-se de endurecê-los por uma semana ou duas antes de os colocar em seus locais finais. Endurecimento significa colocá-los gradualmente habituados às temperaturas do exterior em bons dias de sol e trazê-los para dentro de casa à noite. Pode deixá-los fora cada vez mais tempo até que eles possam ser deixados à noite, desde que o risco de geada já tenha passado. Isto é especialmente importante em climas em que maio e junho possam ser frios e ventosos.

Cave um buraco para cada planta com cerca de 45 cm nos canteiros. Se são tomateiros de variedades indeterminadas você vai precisar de cuidados extras. Pode fazer isto enterrando um fio sob a raiz e amarrando a outra extremidade a um suporte.

Tenha cuidado ao tirar o tomateiro do vaso, mantendo a bola de solo formada na raiz o mais intacta possível. Coloque-a no buraco feito anteriormente e coloque solo à volta da planta. O solo deve ser cerca de 5 centímetros mais alto do que no vaso. Plantar o tomateiro mais fundo do que no vaso mais encorajar a formação de raízes adicionais. Regue bem se o clima é seco.

Cuidados a ter com o tomate

Uma parte importante de como plantar tomate são os cuidados que deverá ter com a planta depois de o fazer. Se está a plantar uma variedade indeterminada, poderá precisará de retirar quaisquer brotações laterais que possam surgir. Estas brotações surgem quando um ramo de folha encontra o caule principal. Elas podem ser retiradas com as mãos quando são pequenas, mas você precisará de uma faca quando elas engrossarem. Se esta é sua primeira vez, você poderá ter mais dificuldades em encontrar esses brotos e podem mesmo ser confundidos com as estrututas que vão suportar o tomate. Se não tem a certeza espere alguns dias e corte se vir que está a começar a produzir folhas.

Se você está a plantar os tomates em uma estufa ou túnel mantenha-os bem ventilados, especialmente em dias quentes, para impedir a acumulação de pestes e doenças.

Água

Regue bebe quando está a plantar e diminua até à fruta começar a aparecer. Quando a fruta aparecer, regue com cerca de 12 litros por planta semanalmente. Deixar o solo secar entre regas melhora a sabor da fruta, mas tenha cuidado, porque condições de seca seguidas de uma irrigação intensiva podem causar num crescimento muito acelerado que pode resultar na abertura da fruta.

Alimentação

Assim que a fruta aparecer você pode usar um fertilizante de confrei líquido ou um fertilizante de algas marinhas formulado para tomates. É importante lembrar que os tomateiros possuem dois tipos de raízes, raízes profundas para transportar água para a planta e raízes superficiais responsáveis pela captação de ingredientes.

Problemas em como plantar tomate

Para aprender como plantar tomate também vai ter de perceber os problemas que podem surgir. Há poucas pestes e doenças que afetam os tomateiros de forma significativa. O insucesso das plantações é normalmente causado pelo tempo frio ou pelo excesso de umidade.

As folhas com manchas, veios roxos ou avermelhadas por baixo estão, geralmente, a atravessar uma deficiência de nutrientes causada por baixas temperaturas. As raízes não conseguem absorver os nutrientes quanto as temperaturas estão baixas. Isto também pode fazer com que os frutos apodreçam.

Rompimento da fruta – Um problema muito comum com os tomates, causada pela irrigação irregular, sendo que há variedades mais susceptíveis a este problema. Um regime de rega mais regular poderá resolver este problema.

Deficiências de cálcio e fruta podre – Por vezes os tomates são colhidas com áreas escuras e, por vezes, podres na sua base. Este problema é causado por uma falta de cálcio e também pode estar relacionado com a rega, uma vez que o consumo de cálcio é diminuído em condições de seca. Mais uma vez, uma rega mais frequente deve resolver o problema.

Deficiência de magnésio – Os sintomas são o aparecimento de folhas amareladas enquanto que as veias principais continuam verdes. As folhas mais antigas são afetadas primeiro. Pode usar um corretivo agrícola para solucionar este problema.

Pestes e doenças

Requeima na planta do tomateiro

A requeima no tomate é um dos problemas que pode surgir quando colocar em prática este guia sobre como plantar tomate.

A mosca-branca é a praga que mais afeta os tomateiros. As moscas adultas colocam ovos na parte inferior das folhas. Os ovos em crescimento alimentam-se das folhas, deixando uma secreção pegajosa que atrai outras doenças. Assim que vir os ovos, borrife água para os remover ou use suas mãos para os retirar da planta.

Requeima no tomate – Causada pelo fungo Phytophthora infestans, conhecido por causar problemas semelhantes na batata. Os sinais são marcas marrom nas folhas que podem aumentar rapidamente sua área. Se nada fizer, qualquer fruta desenvolvida ficará castanha e irá apodrecer.

Pulgões – Plantar tagetes traz vários insetos como joaninhas e moscas-das-flores que adoram comer os pulgões. Borrifar as plantas com água também funciona, apesar de só atirar o inseto para fora da planta. Quando nenhum destes métodos funciona, um spray químico será a opção que resta.

Vírus Mosaico – Existem muitas variedades do vírus mosaico que podem afetar os tomates, mas todos eles podem ser identificados por folhas que ficam amarelas. Este é um vírus muito infeccioso que pode ser transmitido por seres humanos de planta para planta.

Coleita

Faça a colheita assim que as frutas amadurecerem (a cor e o tamanho são os sinais que deve ter em conta) e para obter o melhor sabor como o mais cedo possível. Isto também encoraja a produção de maiores quantidades de fruta.

Assim que geada ameace em outubro e novembro, colha imediatamente toda a fruta e amadureça-as em uma soleira da janela. Com variedades verticais, é possível achatar suavemente as plantas e cobrir com lã hortícola para protegê-las da geada.

Armazenamento

Limpe e seque os tomates antes de os armazenar. A não ser que esteja a planear guardá-los por mais de uma semana, um balcão, uma tigela ou uma soleira da janela são bons locais. Se você sabe que não os vai usar durante vários dias, então temperaturas mais baixas irão ajudar a preservar o fruto. Guardar no frigorífico não é recomendado, uma vez que as temperaturas baixas podem reduzir o sabor.

Seus tomates recém-colhidos devem durar mais tempo no balcão da cozinha do que os comprados no supermercado, que provavelmente já foram colhidos há vários dias.

Vídeo sobre como plantar tomate

Fique agora com um vídeo informativo sobre como plantar tomate para que não hajam nenhumas dúvidas sobre este tema.

Esperamos que tenha gostado deste tutorial sobre como plantar tomate. Também temos um artigo em que pode aprender como plantar tomate cereja.

Como Plantar Tomate – O guia completo com vídeo informativo
5 (100%) 1 voto
Partilhe nas redes sociais!
Share on Facebook
Facebook
Pin on Pinterest
Pinterest
Tweet about this on Twitter
Twitter
Email this to someone
email

Você também pode gostar de

Sem comentários

    Responder